Análise de urólito

Siga-nos:

A importância do exame

 

Entenda a importância da análise de urólito para o diagnóstico definitivo do seu paciente.

 

O termo urolitíase faz referência à formação de urólitos (cálculos, pedras) em qualquer parte do trato urinário – com maior frequência na bexiga, e as suas causas e consequências. É considerada uma síndrome e não uma doença isolada, que pode ser definida como a ocorrência de fatores patofisiológicos familial, congênito e adquirido, que em combinação aumentam progressivamente o risco de precipitação e excreção de metabólitos na urina, capazes de originar formações sólidas.

Caninos e felinos são mais acometidos entretato, outras espécies como equídeos, suínos e logomorfos (coelhos) também podem apresentar a afecção. Dentre as raças caninas mais suscetíveis estão os Schnauzers em miniatura, Bichon Frises, Lhasa Apsos, Pugs, Dálmatas, fêmeas de grande porte como o Labrador Retrievers, além dos cães sem raça definida, que são a maior parte da população canina do nosso país.

Os sinais comuns em todas as espécies incluem hematúria (sangue na urina), incontinência (acidentes de urina fora do local habitual), espasmos musculares, perda de apetite, dor e esforço para urinar, o que pode se tornar emergencial.

Diante desse quadro, a urolitíse merece grande investigação para tratamento adequado com finalidade de evitar recidivas e a necessecidade de procedimentos invasivos. O ponto chave para o tratamento, na grande maioria das vezes, é sabermos a composição do urólito, já que os protocolos de dissolução e prevenção variam de acordo com a composição do mesmo. Caso contrário, os urólitos são formados novamente em alguns meses ou poucas semanas se a doença subjacente, infecção ou anormalidade metabólica não for tratada.

A análise qualitativa, com uma nova padronização da metodologia, nos permite saber a composição dos urólitos, levando em consideração todas as camadas da pedra – núcleo, camada intermediária, casca e cristais de superfície.

Orientações da amostra

 

Instruções de acondicionamento para o envio.

 

1. Remova e separe o maior número possível de urólitos.

2. Lave-os gentilmente com solução fisiológica para retirar todo o sangue e a urina.

3. Deixe secar e armazene em um frasco coletor.

4. Armazene em frascos separados os urólitos retirados de regiões diferentes.

Exemplo: Um frasco com urólitos retirados do ureter e um frasco para os da

bexiga.

5. Não use álcool ou formol para “conservar” os urólitos, pois eles inviabilizam a análise da amostra.

Pedido de exame

Solicite seu exame em apenas 3 passos:

1 - PREENCHA A SOLICITAÇÃO

Imprima e preencha a solicitação.

Envie a solicitação junto com a amostra.

 

2 - FAÇA O PAGAMENTO

CALCULADORA DE PEDIDO

Urólito com até 5 cm

x R$ 45,00

 

Urólito maior que 5 cm

x R$ 80,00

 

 

CONTA PARA DEPÓSITO

 

BANCO DO BRASIL

Agência 0958-x

Conta Corrente 7414-4

Amanda Vasconcellos

3 - ENVIE A AMOSTRA

ENDEREÇO PARA ENVIO

 

Avenida Barão de Studart, 715

Bairro Meireles - CEP 60.511-755

Fortaleza - CE - BRASIL

Todos os direitos reservedos à Nefro Pet.